Lory Silveira - Cirurgiã

Artigos.

Novidades na área de estética



compartilhar:


Atualmente, os pacientes que procuram os consultórios de cirurgia plástica esperam por resultados mais rápidos e satisfatórios. A principal cirurgia realizada é a lipoaspiração que, em sua maioria, proporciona uma melhora do contorno corporal. E para trazer de volta a elasticidade e textura à pele é preciso associar tratamentos estéticos não invasivos como, por exemplo, a radiofrequência.

Com o passar dos anos, a nossa produção de colágeno (principal componente para a firmeza e sustentação da pele), começa a se tornar mais lenta. A pele perde a sua luminosidade, firmeza e começa a aparecer as irregularidades no seu tom e relevo, se tornando mais fina.

A Radiofrequência promove a remodelação e ajuda na formação de novas fibras de colágeno, atravéz da emissão de energia que alcança camadas profundas da pele.

Em 2015, chegou em Santos o aparelho de radiofrequência de quarta (última) geração, que difere dos demais por emitir ondas de energia que alcançam camadas mais profundas da pele (11 mm, enquanto os outros chegavam a 4mm), promovendo uma maior e mais eficiente remodelação e formação de novas fibras de colágeno.

Além da lipoescultura, também podemos associar a radiofrequência depois qualquer outra cirurgia como minilifting, para tratar as rugas mais finas, após mamoplastias, abdominoplastia, enfim, a qualquer cirurgia plástica onde queremos melhorar a qualidade da pele.

Normalmente são de 2 a 3 sessões no pré-operatório e 3 a 8 sessões no pós-operatório, com intervalos que podem variar de 7 a 15 dias, conforme  o estado da pele a ser tratada e o tipo de cirurgia realizada.

Leia também


Cirurgia de ginecomastia ajuda a recuperar autoestima masculina
Cirurgia de ginecomastia ajuda a recuperar autoestima masculina

Muitos homens se sentem incomodados com o tamanho da mama e recorrem a cirurgia de ginecomastia

Homens e a Cirurgia Plastica
Transtorno Dismórfico
Transtorno Dismórfico

Fonte: AT revista - Agosto 2016