Desmistificando a lipoaspiração

05.01.2018
Desmistificando a lipoaspiração

Um grande número de pessoas possui gordura localizada em uma determinada área do corpo, persistente mesmo com atividade física e perda de peso e desejam remover essa gordura, porem quando se fala em lipoaspiração, associam esta cirurgia a complicações. Algumas ideias errôneas sobre lipoaspiração fazem desta cirurgia sinônimo de perigo.

A maioria das complicações acontecem devido a simplicidade que alguns profissionais atribuem a esta cirurgia, não levando em consideração detalhes importantes da técnica e as características de cada região a ser tratada. Além do grande número de profissionais não capacitados que se aventuram a faze-la.

A lipoaspiração não ‘e uma cirurgia de emagrecimento, diferente do que muitos pensam, portanto não deve ser feita pensando em perda de peso. A porcentagem de gordura a ser retirada com a lipo deve ser máximo 5 % do peso do corporal, por exemplo, uma pessoa que pesa 70 kg, pode ter aspirado no máximo 3,5 litros (a gordura retirada ‘e medida em litros), esta quantidade se bem distribuída, priorizando algumas áreas, proporciona um excelente resultado estético, na maioria das vezes. A meu ver, trata-se do melhor e mais eficiente método para remodelar o corpo, quando bem planejada e indicada por um cirurgião plástico qualificado.